Pages

terça-feira, 30 de abril de 2019

Maker Art 2019 - manifesto

André Sier, performance espontânea interativa

Maker Art é simultaneamente um fablab de arte e tecnologia digital (A&T), e uma feira de obras de "new media art" em fase de projeto, ou já realizadas. O new media art é, por outro lado, um novo capítulo, muito diversificado e por vezes complexo, da arte atual, ao qual falta todavia o reconhecimento institucional devido, a museologia apropriada, os incentivos públicos imprescindíveis, e um mercado essencialmente dirigido a colecionadores.

Maker Art é provavelmente a primeira feira de ideias e obras de arte centrada nas relações entre arte e tecnologia. Os chamados nativos digitais têm hoje entre 20 e 26 anos, quer dizer, boa parte dos mesmos é licenciada ou frequenta estudos superiores. O seu perfil cultural e estético foi portanto marcado por uma espécie de pós-contemporaneidade cultural e artística, cujo traço dominante é a fragmentação das noções e experiências do espaço e do tempo.

Faz, pois, todo o sentido ir ao encontro de uma geração para quem cultura e tecnologia formam uma evidente simbiose. Desconsiderar esta hipótese só poderá agravar a crise de públicos culturais, nomeadamente no setor das artes plásticas, numa economia da atenção cada vez mais competitiva e sofisticada.

Aos principais atores culturais—museus e outras instituições artísticas, governos, poderes municipais, colecionadores e mercado—propomos, pois, que aceitem o desafio de proteger e potenciar o futuro do binómio A&T na tecnosfera em plena aceleração, que é a de todos nós.

António Cerveira Pinto
30 de abril de 2019